sábado, 25 de abril de 2009

Deus esta sempre comigo


"Nunca tirou de diante do povo a coluna de nuvem, de dia, nem a coluna de fogo, de noite" - Êxodo 13:22.


por Vilson Ferro Martins - www.vozdotrono.com.br

"NUNCA" - Advérbio de tempo com sinônimos: "em tempo algum", "jamais"!

Portanto, JAMAIS o "Senhor" tirou de diante do "povo" a coluna de nuvem, de dia, nem a coluna de fogo, de noite ! Aleluia !

Quando falamos, ou melhor, usamos a expressão: "de dia e de noite" não recordamo-nos do Salmo 121 ? "O sol não te molestará de dia nem a lua de noite". Pelo menos eu faço essa conexão !

Agora, façamos uma análise do povo, da perspectiva e anseios desse povo e do local onde eles peregrinaram por longo 40 anos.

Comecemos pelo local: O deserto !

Segundo as pessoas que já passaram pelo deserto, durante o dia é um sol escaldante e durante a noite, um frio terrível. Se não houver provisão e proteção adequadas, as pessoas certamente perecem, ou vítimas do sol durante o dia, ou do frio durante a noite. Aliás, já lhe ocorreu porque o salmista usou "sol" durante o dia e "lua" durante a noite, ao invés de "calor" e "frio" ? O motivo é que o sol preside ou governa o dia; e a lua governa a noite. Creio que de fato ele estava dizendo que independente do que ocorra debaixo do governo do sol (durante o dia) ou o que venha ocorrer debaixo da lua (durante a noite) o Senhor será sempre o Guarda (a proteção) que jamais dorme ou tosqueneja para aqueles que esperam nEle o socorro. Aleluia !

Quais eram as perspectivas e anseios do povo ?

Povo de dura cerviz, murmuradores, encrenqueiros, irritadiços, inclinados a natureza pecaminosa...desejavam apenas as bênçãos do Senhor sem pagar o devido preço. Eram questionadores e acusadores do seu líder. Um povo descontente e desobediente. Muito embora vendo milagres a olhos vivos a ponto de pedir que Moisés intermediasse a conversa com Deus, mas a menor decepção, já se lançavam a idolatria...Portanto, um povo de coração obstinado.

É certo que Deus os tratou e alguns até de modo particular. Essa é uma verdade inegável e não deve ser esquecida, TODAVIA...mesmo o povo sendo tudo o que descrevemos acima (e outras coisas mais) o Senhor NUNCA, JAMAIS tirou diante DELES (do povo) a coluna de nuvem de dia, nem a coluna de fogo, de noite, ou seja, NUNCA o Senhor se apartou deles. Nunca ! Depois que chegaram a terra, a presença do Senhor se evidenciou no templo, portanto, a presença de Deus sempre se fez presente aos Seus.

Essa é a realidade que continua para os filhos da promessa. Passamos sim por desertos, vales, caminhos hostis...podemos não entender nada, mas o Senhor não se apartou, fugiu ou se escondeu. Aqueles homens, mulheres e crianças não precisavam entender COMO a coluna de nuvem climatizava o dia e a coluna de fogo iluminava e climatizava a noite. Eles só precisavam desfrutar do fenômeno. Muitos nem mereciam estar ali e desfrutar daquele especial carinho de Deus, mas simplesmente aproveitavam.

Portanto, aproveite !

Creia que a nuvem da glória do Senhor e a nuvem de fogo está sobre ti para climatizar o "seu" deserto, tornando-o hospitaleiro até que chegue o momento de entrar na sua terra prometida.

Amém !

Nenhum comentário: