domingo, 25 de julho de 2010

Estar Firmes na Fé



1 Coríntios 16:13 - ¶ Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente, e fortalecei-vos.

No meio das recomendações, ao finalizar a Carta dos Coríntios, o Apóstolo Paulo exorta: “Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente e fortalecei-vos” (I Coríntios 16:13).

Em mais de uma vez o Apóstolo esclarece que ter fé é um dom de Deus. Mas ele também nos esclarece sobre nossa responsabilidade de exercitar e fortalecer esta fé. Em outras palavras, deixamos de exercitar nossa fé quando, no dia a dia ou nos momentos mais difíceis, só apoiamos para nossa inteligência, nossa força física, nosso dinheiro, nossas amizades. Aí, quando nos damos conta, o que descobrimos em nós é uma fé anêmica, raquítica.

Para nos ajudar a firmar nossa fé o Senhor tem uma abordagem interessante: Ele permite problemas e dificuldades em nossa vida. Ele permite injustiças. Ele permite enfermidade. Permite desemprego. E até luto. Por isso, a Bíblia diz que devemos dar graças, “quando passarmos por muitas provações”. Por isso, também, Ele diz: “Eu disciplino os filhos, a quem amo”. O alerta de Paulo é claro: “vigiai”. É um dos jeitos de “estar firmes na fé”.

पोर फवोर nãओ में अमेअस ओऊ ओस मुस अमिगोस....

terça-feira, 6 de julho de 2010

Coisas que não Sabemos



















Jeremias 33:3 - Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes.

Mesmo sabendo que teria um ministério difícil, parece que Jeremias tinha lá seus momentos de abatimento. Numa dessas ocasiões, o Senhor reiterou Seu apoio: “Clama a mim e responder-te-ei; e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes, que não sabes” (Jeremias 33:3).

Será que seria realmente melhor, em algum momento de nossa vida, que o Senhor nos revelasse tudo aquilo que Ele tem reservado para o nosso futuro? Até que ponto não conhecer o futuro prejudica o planejamento adequado de nossa vida?

Na promessa de Jeová a Jeremias, Ele garante “anunciar coisas grandes e firmes, que não sabes”. Só que a coisa não é automática. No início da promessa, Ele institui o profeta: “clama a mim”. Este verso concorda com todo o contexto bíblico, que afirma que nosso futuro somente está garantido, por causa do amor e da providência do Senhor. Em outras palavras, nossa parte não é a de manter comunhão com o Senhor do futuro. Aos Seus discípulos Jesus disse: “há muita coisa que Eu ainda não lhes direi, porque vocês não estão preparados para receber”. Porém, Ele garantiu: “o Espírito lhes dirá todas as coisas”. Fiquemos, pois, com o Senhor – no tempo próprio, Ele nos mostrará coisas que não sabemos.